Informações Úteis

Crianças de até 5 anos não pagam passagem, desde que não ocupem poltronas. Nessa caso, viajam no colo do responsável. A gratuidade está restrita a uma criança por responsável (maior de 18 anos) pagante.

Sim, desde a aprovação da Resolução nº 4.938, de 8 de abril de 2008, pelo DAER, a cada viagem (somente nas linhas intermunicipais no RS) podem ser transportados, no máximo, dois animais domésticos (com até oito quilos cada) e um cão-guia, caso acompanhe algum portador de deficiência visual. Para isso, os animais de estimação devem estar sedados, acomodados em contêineres próprios, cujo tamanho não exceda a 41x36x33cm, confeccionados em fiberglass ou similar (plástico ou acrílico de fácil higienização), com capacidade para suportá-los. Essas medidas servem para segurança dos passageiros e dos pets. Estes, além de estarem limpos e desinfetados com produtos licenciados oficialmente, devem comprovar boa condição de saúde e vacinação em dia. Os mascotes serão alojados no assoalho do ônibus, próximos a seus donos, e será cobrado 50% do valor da passagem.

Nas linhas Interestaduais, o transporte de animais é facultativo para as empresas de ônibus rodoviários. Sendo assim, informamos que a Planalto Transportes realiza o transporte de animais domésticos (cães e gatos) nas linhas interestaduais conforme condições a seguir:

• O passageiro deve mostrar atestado de boas condições de saúde do animal, assinado por médico veterinário;

• O passageiro deverá apresentar carteira de vacinação do animal atualizada;

• O transporte deverá ser feito em contêiner de fibra de vidro ou similar;

• Se algum passageiro não quiser viajar com o animal no veículo, o animal não embarcará, mesmo que as condições para o seu transporte estejam dentro das normas estabelecidas.

Se possuir CPF registrado no Brasil, poderá acessar e comprar de qualquer país.

Nas linhas interestaduais há opção de utilização de passaporte.

Não. Quando o pedido é confirmado pelo sistema, a cobrança será lançada automaticamente no cartão de crédito (o sistema de vendas não aceita cartão de débito), portanto, o bilhete deve ser trocado na rodoviária de origem da viagem. O cancelamento ou revalidação deve ser solicitado com, no mínimo, três horas de antecedência ao embarque.

Caso o voucher não tenha sido trocado pelo bilhete de passagem, o passageiro deverá solicitar o cancelamento da compra com três horas anteriores ao previsto para o embarque. O horário pode ser conferido através do histórico de compras disponível no site www.planalto.com.br e efetuar uma nova compra para a data desejada. No caso do voucher ter sido trocado pela passagem, a mesma só poderá ser cancelada ou revalidada presencialmente na estação rodoviária de origem. Para mais informações, procure nossos canais de atendimento.

Sim. As compras via site são parceladas em até cinco vezes (sem juros), para as linhas intermunicipais, e em dez vezes (sem juros) para as linhas interestaduais, independente do valor.

Sim. Desde que o comprador (pessoa que se cadastrou) preencha corretamente os dados do favorecido (pessoa que irá viajar/passageiro) no campo indicado. Para a retirada do bilhete na Rodoviária de origem da linha, o passageiro deverá apresentar o documento de identificação com foto válida a nível nacional, voucher impresso e o cartão que foi utilizado para a realização da compra da passagem.

Não. A troca do pedido da internet é feita nas Rodoviárias de origem da linha.

Nas linhas interestaduais devem ser retiradas na agência de origem da viagem.

Porque a janela onde são disponibilizadas as opções de pagamento é um pop-up. Se o computador utilizado tiver um programa anti pop-up, não será possível efetivar o pagamento da referida compra.

O primeiro direito que você tem é o de livre escolha entre as empresas de ônibus. Motoristas, funcionários e fiscais devem tratá-lo com respeito e cortesia. A sua poltrona deverá apresentar as mesmas condições especificadas no bilhete passagem. Também é seu direito receber serviços adequados, como ser transportado com pontualidade, segurança, higiene e conforto, do início ao fim da viagem.

Devem ter prioridade e serem auxiliadas na hora do embarque e do desembarque.

Todas as informações relativas à viagem: horários, tempo de duração, localidades atendidas, preço da passagem, entre outras.

No bagageiro você pode transportar bagagens de até 30 quilos, 300 decímetros cúbicos de volume ou um metro de dimensão máxima. É seu direito receber os comprovantes desses volumes. Volumes pequenos (até 5kg) e de fácil acomodação podem ser levados no porta-embrulhos.

• Evite transportar joias, dinheiro, fotos, eletrônicos e documentos com a bagagem.

Crianças de até cinco anos devem ser transportadas gratuitamente, desde que não ocupem poltrona e sejam respeitadas as leis de transporte de menores.

Salientamos que para as Linhas Intermunicipais (RS) de Transporte de Passageiros, a RESOLUÇÃO NORMATIVA nº 5.421/12 do DAER/RS, diz que:

1) para efeito de isenção do bilhete de passagem no sistema público de transporte coletivo intermunicipal de passageiros a idade limite é de cinco (5) anos de idade, desde que o menor beneficiado não ocupe assento;

2) O limite desta isenção, restringe-se a um beneficiário por portador de passagens;

3) o limite referido no item 2, aplica- se às modalidades semi-direta e direta;

4) a entrada em vigor da presente resolução normativa seja 01/06/2012.

Sim. Mas, fique atento! Se o bilhete não for utilizado em um ano, a contar da data de emissão, estará sujeito a reajuste de preço.

Obs: A situação informada refere-se à venda de passagem interestadual. Procedimentos relativos às passagens intermunicipais deverão ser consultados com as estações rodoviárias, pois possuem a concessão do serviço.

Você poderá receber o valor pago ou revalidar a passagem, desde que comunique o fato para a Estação Rodoviária de origem da viagem até 3 horas antes do horário previsto para saída do carro, conforme dados constante na passagem ou no voucher. No caso de desistência, a empresa de ônibus poderá reter até 5% do valor da passagem, a título de multa compensatória. Para revalidar a passagem não há multa. Esse procedimento deve ser realizado com a própria estação rodoviária de origem da passagem.

Sim. Você viaja garantido pelos seguros DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) e de Responsabilidade Civil.

De acordo com os artigos de nº83, 84 e 85 do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), toda criança menor de 12 anos de idade só poderá viajar, mesmo acompanhada de um responsável, com documento original. Além disso, para viajar desacompanhada de seu responsável direto, a criança deverá apresentar autorização judicial para o embarque.

Confira aqui o conteúdo completo do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Você não pode embarcar produtos considerados perigosos, como explosivos, tóxicos, inflamáveis, químicos, etc.

Todos os objetos encontrados no interior dos ônibus da Planalto ou no bagageiro são direcionados ao setor de Achados e Perdidos, localizados nas bases da empresa de acordo com a região. A Planalto armazenará os objetos por trinta (30) dias, a partir da data em que foi encontrado no ônibus e, após esse período, se não houver a procura por parte do cliente ou a identificação do proprietário, a empresa doará para as entidades sociais de Santa Maria. Para que seja possível a identificação do cliente, orientamos que as malas ou bagagens de mão sejam identificadas com o nome e telefone do proprietário.
De acordo com Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), conforme resolução nº 1432, de 26 de Abril de 2006 DOU de 28 de Abril de 2006:

Parágrafo 6º: “os volumes transportados no porta-embrulhos estão sob responsabilidade dos passageiros e não estão sujeitos a qualquer tipo de indenização por dano ou extravio”

O preço da passagem é regulamentado e controlado pelo órgão concedente, assim como eventual desconto ou alteração na tarifa. Não menos importante, a concessão do serviço. Envolve regramentos definidos por legislação própria e aplicados pelo DAER (Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem). Essa legislação prevê o atendimento de todo o sistema de transporte rodoviário no Rio Grande do Sul com regularidade, conforto e segurança, garantindo o serviço nos dias de alta e baixa demanda de passageiros.

Porque são compostos tarifários diferentes que formam o valor da passagem nas Linhas Intermunicipais (RS) e nas Interestaduais, além das diferenças tributárias. No caso da Intermunicipal, a tarifa é calculada e regulamentada pelo DAER (Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem). Na Interestadual, essa regulamentação é de responsabilidade da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). Além disso, a tarifa nas Linhas Internacionais, que possui isenção de ICMS, também é calculada pela ANTT.

A Planalto Transportes é uma empresa pioneira em disponibilização de internet no ônibus. Por se tratar de um serviço novo, o sistema é aperfeiçoado e atualizado constantemente pelos fornecedores. Portanto, podem ocorrer interrupções do acesso à internet, como no caso do celular, por uma limitação de cobertura do sinal 3G.

Utilize preferencialmente os navegadores Internet Explorer ou Mozilla Firefox;

Libere cookies e pop-ups;

Não empreste seu cadastro a terceiros;

Certifique-se que o nome do cadastrado e titular do cartão sejam compatíveis;

Mantenha seu cadastro atualizado.